Outro 7 a 1? Pior, agora foi 298.000 a 35.000

Sempre escutamos que o mercado americano é o maior mercado global, sonho de consumo para muita gente, compras em Miami, parques de diversão em Orlando e Tampa (Busch Gardens, o meu favorito), férias em Nova York, cassinos em Las Vegas, esquiar em Aspem e por aí vai…

Do ponto de vista empresarial, o desejo de estar presente nesse mercado não deixa de ser uma verdade também, afinal o PIB americano em 2016 foi da ordem de $18,5 trilhões de dólares para uma população de 323 milhões de habitantes e PIB per capita aproximado de $57 mil dólares.

Comparativamente, o PIB Brasileiro no mesmo ano foi de $2 trilhões de dólares (R$6,266 trilhões de reais), população de 204 milhões de habitantes e PIB per capita de $9,8 mil dólares (R$30,3 mil reais).

Para essas empresas que querem estar presentes nesse mercado, mas não sabem como iniciar o processo de internacionalização, entre em contato conosco agora mesmo pelo e-mail enumo@sunbridge.com.br que nós lhes daremos o caminho das pedras…

Não vou entrar aqui no mérito da questão econômica que estamos atravessando, com dois anos seguidos de PIB negativo, o que nos levou à pior recessão da nossa história, tema este para um post dedicado ao assunto, mas a diferença entre estes dois mercados é realmente muito grande.

Todos nós nos lembramos daquele fatídico 7 x 1 da Alemanha na Copa de 2014, isto ficará para sempre na história, porém, como um fato isolado, dificilmente (mas não impossível) teremos outro jogo, em copa do mundo, entre essas duas seleções, com esse mesmo placar.

O fato é que, mês após mês, estamos levando outra surra, não nos campos de futebol, mas na geração de empregos.




Após 22 meses de queda, o Brasil voltou a gerar empregos, a diferença entre demissões e admissões gerou um saldo positivo de 35.612 novos postos de trabalho. Esse resultado é bastante animador e representa uma luz no final do túnel. Em contrapartida, nos Estados Unidos, a geração de empregos foi um blockbuster com 298.000 vagas criadas.

Isso mesmo, você não leu errado, foram 298.000 empregos gerados apenas no setor privado, quebrando todas as expectativas dos analistas de mercado. O país americano encontra-se em um momento de pleno emprego!

De acordo com o “ADP National Employment Report”, o setor privado adicionou 298 mil novos empregos, muito acima dos 190 mil previstos. Somente o setor de produção de bens gerou 106 mil novos postos de trabalho enquanto o setor de serviços criou 193 mil empregos.

Fato isolado? Definitivamente não, pois no mês de janeiro foram criados 261.000 empregos, enquanto a expectativa era de “apenas” 246.000.

Como já mencionado, a economia brasileira vem dando sinais de retomada e com todos ou quase todos empresários com quem converso (exceção àqueles que persistem em enxergar o copo meio vazio), estão otimistas quanto ou futuro a médio e longo prazo para os seus negócios.

Mas, não seria a hora de olhar com mais carinho e atenção para o mercado americano? Uma economia de $18,5 trilhões de dólares, 323 milhões de habitantes ávidos por consumir novos produtos, de qualidade, com inovação e valor agregado? E não nos esqueçamos que os EUA é a porta para o mundo, não apenas para o mercado americano, mas para o mercado global.

Pense a respeito, podemos gerar empregos, diminuir a ociosidade do nosso parque fabril, ter acesso à tecnologia de ponta e competir no maior mercado mundial. É mais fácil do que se pode imaginar, basta dar o primeiro passo.

[vc_row][vc_column width=’1/2′]


[/vc_column][vc_column width=’1/2′]


[/vc_column][/vc_row]

Interessado em saber como internacionalizar a sua empresa?

O nosso foco é o mercado B2B , através da nossa consultoria ajudamos aos nossos clientes a realizarem sua expansão comercial territorial, através da elaboração e execução de análises de mercado, planejamento estratégico, abertura de mercado e desenvolvimento dos canais de vendas.

Pensou em expandir sua área de atuação? Pensou em SunBridge B2B Consulting! Entre em contato agora mesmo: enumo@sunbridge.com.br.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: